Festival de Veneza - #Dia 5 - Suspiria

Suspiria

SUSPIRIA é perturbador, macabro e implacável. Não te deixa respirar, nem mesmo refletir enquanto assiste. Ainda estou digerindo. É um mergulho nas sombras da natureza humana, na morte, na vida e nas profundezas do feminino. Tendo como pano de fundo a Berlim política dos anos 70 (com ecos do nazismo e da luta armada da RAF), esse remake idealizado por Luca Guadagnino, é uma mistura de Mãe!, Cisne Negro, Pina Baush e O Estranho que nós Amamos. Não é pouco!! Sala lotada em Veneza, coletiva de imprensa calorosa e “red carpet” para um elenco fascinante: Tilda Swinton, Dakota Jhonson e Thom York (responsável pela trilha, belíssima). Guadagnino não se furta de sua veia estética, e a fotografia do filme bem como os movimentos de câmera e enquadramentos nos servem para reforçar a experiência visceral e aterrorizante que o filme propõe.

Juliana Sabbag